associacao
Biblioteca da Cultura Portuguesa - A segunda casa de João de Deus Ramos



João de Deus Ramos encarava o Museu João de Deus como uma biblioteca da cultura portuguesa, onde os eruditos podiam ter acesso a bibliografia não só sobre João de Deus, mas também sobre Arte, História, Literatura Portuguesa e Pedagogia.
Sendo o Museu João de Deus uma instituição centenária, ele está impregnado do pensamento museológico e cultural do início do século XX. Tudo foi pensado ao detalhe para este espaço, desde o projeto arquitetónico com cânones harmónicos, ao desenho do mobiliário adequado à sala de conferências, às estantes cuidadosamente feitas para albergar livros de várias dimensões, ao rigor empregue na catalogação do espólio bibliográfico, passando pela criação dum ex-libris para identificar os livros do acervo.
Desde a sua inauguração em 1917 que existe uma política de incorporações. Algumas obras foram incorporadas por doação ou por oferta dos próprios autores, enquanto outras foram adquiridas em leilões ou através da compra de livrarias particulares.
A visão que o Museu João de Deus era também um centro de cultura está patente na análise das iniciativas literárias, pedagógicas e culturais que periodicamente se realizavam, mostrando uma diversidade de espectro de ideias, de temáticas e de posições políticas das pessoas convidadas. Foram inúmeras as iniciativas culturais nas quais João de Deus Ramos participou como anfitrião ou dando o seu contributo em comunicações orais.
Por outro lado, cumprindo com a sua função cultural, algumas peças do seu espólio artístico foram alvo de empréstimo a várias exposições realizadas em Lisboa e nas Caldas da Rainha, fruto de colaborações com Museus, Sociedades Culturais e Câmara Municipal de Lisboa.
Em paralelo, no Museu João de Deus também se habilitavam professores a ensinar a ler pela Cartilha Maternal e foi ministrado o Curso de Didática Pré-Primária a jovens raparigas que quisessem obter formação de professoras do ensino pré-escolar pelo Método João de Deus. Após um estágio e exame, essas mesmas alunas ficavam aptas a trabalhar nos Jardins-Escolas João de Deus. De igual modo, este espaço museológico foi aproveitado para a realização das conferências pedagógicas destinadas a todas as professoras e estagiárias, que as deviam frequentar como formação profissional. Portanto, no Museu funcionavam os serviços escolares e administrativos da Associação de Jardins-Escolas João de Deus.
Por iniciativa de João de Deus Ramos foi criado o Círculo Camiliano, presidido pelo escritor Aquilino Ribeiro, que organizava sessões literárias no referido Museu abordando temáticas relativas às obras literárias de Camilo Castelo Branco.
Neste espaço João de Deus Ramos trabalhava, lia, pensava e dirigia os Jardins-Escolas João de Deus, frequentemente sentado na mesa de trabalho que tinha pertencido ao seu pai. Num desses dias de labor intelectual, sentiu-se indisposto. Era uma quinta-feira, dia 13 de novembro. Veio a falecer dois dias depois, a 15 de novembro na sua residência. O corpo foi trazido para o Museu onde lhe foram prestadas as últimas homenagens e de onde partiu o seu cortejo fúnebre.
Em sua homenagem as crianças do Jardim-Escola de Lisboa (Estrela) fazem uma romagem anual no dia do seu falecimento, depositando flores junto ao seu retrato que está exposto com esse propósito. Nesse mesmo dia são entregues diplomas de curso aos alunos finalistas da Escola Superior de Educação João de Deus e atribuídas medalhas aos funcionários que completam 25, 35 e 40anos de serviço em prol da Associação, reconhecendo assim o seu empenho e dedicação profissional. A conservação do espólio bibliográfico e artístico do Museu João de Deus, assim como a sua acessibilidade ao público, é a forma que temos de manter viva a memória do fundador deste espaço tão peculiar da cidade de Lisboa que está classificado como imóvel de interesse público.

Elsa Rodrigues


Celebrar João de Deus Ramos (1878-1953)



Pela primeira vez em muitas décadas, não realizaremos este ano, devido à pandemia da COVID-19, a cerimónia evocativa do dia 15 de novembro, em que recordamos a memória de João de Deus Ramos, na data do seu falecimento.

Tradicionalmente, convidávamos um orador, entregavam-se os diplomas aos alunos que concluíam os cursos de Educadores de Infância e de Professores do 1.º Ciclo do E.B. e, nos últimos anos, aos que concluíram os cursos na Escola Superior de Educação João de Deus, oferecendo-se medalhas comemorativas aos funcionários que completavam 25 e 50 anos ao serviço da Associação de Jardins-Escolas João de Deus.

Mais recentemente, passámos a entregar medalhas pelos 25, 35 e 40 anos de serviço, devido ao facto de os colaboradores passarem à reforma antes de concluírem uma carreira de 50 anos de trabalho, assim reconhecendo publicamente o seu empenho e a sua dedicação a esta Obra Educativa e Existencial.

Esta tem sido uma forma de recordar e agradecer a João de Deus Ramos, filho do Poeta e Educador João de Deus, a sua iniciativa pioneira de fundar os Jardins-Escolas João de Deus − o primeiro inaugurado em Coimbra, em 1911, e que é a mais antiga escola infantil em Portugal.

Também lembramos o seu papel na criação do Curso de Formação de Docentes pelo Método João de Deus e a sua liderança, desde 1902, em diferentes cargos e sobretudo como Presidente da Direção, durante 22 anos (janeiro de 1931 a novembro de 1953), da Associação de Jardins-Escolas João de Deus. Ergeu 11 Jardins-Escolas, o que o levou a escrever: “São assim os Jardins-Escolas João de Deus, que muito me orgulho de poder legar à minha Pátria”. É assinalável o seu Legado na Educação em Portugal e nos vários cargos públicos que desempenhou, nomeadamente o de Ministro de Instrução durante a I República.

Na segunda-feira, dia 16 de novembro, as crianças nos Jardins-Escolas em todo o País irão continuar a recordar a sua vida e Obra, em múltiplas atividades. Na impossibilidade de assinalar no Museu João de Deus esta data presencialmente, fazêmo-lo através deste meio e juntando o texto da Senhora Dra. Elsa Rodrigues.

O Presidente da Direção
António de Deus Ramos Ponces de Carvalho
Neto de João de Deus Ramos


Convocatória Assembleia Geral

Convidamos os Senhores Associados da Associação Jardins-Escolas João de Deus para se reunirem em Assembleia Geral Ordinária na sede social no Museu João de Deus e com recurso à plataforma ZOOM, no próximo dia 30 de novembro do corrente ano, pelas 15H30.

+ Ver detalhes da Convocatória


Escola Amiga da Criança

Jardim Escola João de Deus de Torres Vedras distinguido com selo "Escola Amiga da Criança". Um orgulho!



Sociedade Civil | 21.09.2020

Participação do Presidente da Direção da AJEJD, Prof. Doutor António Ponces de Carvalho no programa da RTP2, Sociedade Civil.



E-books gratuitos



Uma escapadinha em segurança e a transbordar de carinho

Somos uma só Casa (pertencemos à mesma Associação JEJD) e estamos convencidos que este fim-de-semana acreditamos até que os nossos corações batiam ao mesmo ritmo... Casa de Acolhimento Temporário (CAT) - Casa Rainha Santa Isabel e Jardim Escola JD de Ponte de Sor! ❤️

Obrigada pelo mimo, pelos braços abertos e entusiasmados, por nos levarem a molhar o pé no rio, por nos apresentarem os pardalinhos que escolhem nascer no ninho bem na vossa escola, pelo gelado feito com morangos e regado com chocolate, por encherem duas piscinas insufláveis para nos refrescarem... por tudo o que foi dito e acima de tudo sentido!



Convocatória Assembleia-Geral

Nos termos dos artigos 22.º alíneas c) e e), 23.º e 27.º, n.º1 alínea b) dos Estatutos, convoco a Assembleia Geral Ordinária, para reunir no dia 29 de junho do corrente ano, pelas 17 horas, na Sede Social - Museu João de Deus.

+ Ver detalhes da Convocatória


Adiamento Assembleia-Geral de 31 de março de 2020

Face ao estado de emergência declarado a respeito da pandemia do novo coronavírus e seguindo as recomendações da DGS - Direção Geral da Saúde, cumpre-me comunicar, na qualidade de Presidente da Mesa da Assembleia-Geral da Associação Jardins-Escolas João de Deus, que se encontra suspensa até nova data a anunciar.

+ Ver detalhes do Comunicado


Comunicado



Caros Pais e Encarregados de Educação,

A Direção da Associação de Jardins-Escolas João de Deus decidiu, secundando as orientações das autoridades competentes, nomeadamente do Ministério da Saúde e o Ministério da Educação, adotar um conjunto de medidas de prevenção e contenção da pandemia relativamente ao surto de COVID-19, nomeadamente na formalização do Plano de Contingência de aplicação em todos os seus 55 Centros Educativos (6 de março, pp) e posteriormente o seu encerramento, no referente às atividades letivas.

Serão utilizados os meios e as plataformas educacionais e de aprendizagem à distância que os Educadores e Professores entenderem como mais adequadas a cada ano de educação

Esta situação manter-se-á em vigor até dia 9 de abril, data em será reavaliada.

Realçando o papel fundamental dos Pais e Encarregados de Educação na sensibilização e promoção de rotinas de prevenção e controlo da doença pelo novo Coronavírus, COVID-19, apelamos para a necessidade e responsabilidade de todos na aplicação das medidas preconizadas pelas Autoridades de Saúde, no sentido de conter esta doença.

Recordamos que devem ter presente nas conversas com os vossos filhos/educandos que estes não se encontram em período de férias e devem continuar empenhados e focados nas aprendizagens, mantendo sempre que possível as rotinas diárias.

Colocámos no Site da nossa Associação, um vídeo produzido pelo Ministério da Educação em colaboração com demais parceiros que recomendamos que seja consultado por todos, e que espelha a mensagem que também nós propomos deixar.

Na qualidade de Presidente da Direção formulo sinceros votos de saúde para todos.

Estamos juntos!

O Presidente da Direção da Associação de Jardins-Escolas João de Deus
Professor Doutor António de Deus Ramos Ponces de Carvalho



Protocolo celebrado entre a AJEJD e Cambridge English



A Associação de Jardins Escolas João de Deus consciente da crescente importância do conhecimento de línguas estrangeiras em geral e da língua inglesa em particular, como uma ferramenta essencial para a integração total e efetiva dos estudantes como cidadãos europeu, assinou um Protocolo Específico de Cooperação com o Chancellor Masters and Scholars of the University of Cambridge, através dos seus departamentos, o University of Cambridge Local Examinations Syndicate e a Cambridge English Language.

+ Ver o Protocolo


Convocatória Assembleia-Geral

Nos termos dos artigos 23.º e 27.º, n.º1 alínea b) dos Estatutos, convoco a Assembleia Geral Ordinária, para reunir no dia 31 de março do corrente ano, pelas 16 horas, na Sede Social - Museu João de Deus.

+ Ver detalhes da Convocatória


"O Homem do A, E, I, O, U"

No dia do seu nascimento, recorde o "programa apresentado por José Hermano Saraiva dedicado à vida e obra de João de Deus, poeta e pedagogo celebrizado pela "Cartilha Maternal", focando ainda o seu mandato de deputado e a sua vertente poética, as cidades onde viveu e a sua Casa Museu em Lisboa."



Presidente da Câmara Municipal de Sintra visita Jardim-Escola João de Deus no Belas Clube de Campo

No passado dia 10 de janeiro recebemos no nosso novíssimo Jardim-Escola, situado no Belas Clube de Campo, a visita do Presidente da Câmara Municipal de Sintra, Dr. Basílio Horta que se fez acompanhar pela Vereadora do Urbanismo, Dra. Ana Isabel Duarte. Estiveram também presentes o presidente do empreendimento, Dr. André Jordan e Rita Cristo que, acompanhados pelos membros da Direção da Associação de Jardins-Escola João de Deus, Professor António Ponces de Carvalho, Dr. Pedro Ponces de Carvalho, Dra. Maria José Vallera e a Diretora do Jardim- Escola, Dra. Sandra Ramalhinho realizaram uma detalhada visita às nossos instalações, equipadas com mobiliário e material didático do mais moderno e inovador que existe no mercado.



Mais fotografias no album do facebook


Biblioteca João de Deus em Lisboa é uma das mais originais do país

Reportagem SIC | "Em pleno coração de Lisboa reside uma das mais originais bibliotecas do país. Consagrada à educação e aprendizagem, é um dos ramos da vasta participação cívica e cultural de João de Deus. O legado do autor da "Cartilha Maternal" merece, por isso, uma visita que é ao mesmo tempo uma descoberta de inúmeras curiosidades sobre o ensino em Portugal"